Photo Credit: Global Diaspora News (www.GlobalDiasporaNews.com).

A província mais populosa e que foi o local do primeiro óbito da covid-19 em Moçambique tornou-se esta terça-feira (02) na região “que tem a maior taxa de positividade” com o diagnósticos de 47 pacientes num único dia, seis deles crianças. Embora as autoridades continuem a negar é cada vez mais evidente a transmissão comunitária do novo coronavírus com infectados localmente até no Distrito de Mogovolas.

Desde que foram identificados os primeiros casos positivos do novo coronavírus na Província de Nampula todos os dias em que foram testados casos suspeitos novos pacientes foram diagnosticados. Estranhamente no 1º dia do mês de Junho nenhuma amostra chegou da chamada capital norte, contudo esta terça-feira foram testados 120 casos suspeitos, dos 269 testes realizados pelo Instituto Nacional de Saúde.

“Dos novos casos testados 216 revelaram-se negativos e 53 revelaram-se positivos para a infecção da covid-19, assim o nosso país conta com um cumulativo de 307 casos positivos sendo que 281 são de transmissão local e 26 casos são importados”, anunciou a Directora Nacional de Saúde que explicou “todos são de nacionalidade moçambicana, 17 casos são assintomáticos e 36 apresentam sintomatologia leve a moderada”.

Falando em Maputo em conferência de imprensa a Dra. Rosa Marlene detalhou: “da Província de Cabo Delgado, no Distrito de Palma (Sede), um indivíduo do sexo masculino com idade superior a 15 anos”, “também temos casos na Cidade de Maputo, onde temos três indivíduos do sexo feminino, com idade superior a 15 anos e dois indivíduos do sexo masculino com idade superior a 15 anos”.

“Da província de Nampula, com 47 casos, na Cidade de Nampula temos 14 indivíduos do sexo feminino, destes quatro são menores de 15 anos de idade e 10 apresentam uma idade acima dos 15 anos. Temos também 24 indivíduos do sexo masculino, dois são menores de 15 anos de idade e 22 com idades superiores a 15 anos”, indicou a Directora Nacional de Saúde que revelou “na mesma província, no Distrito de Mogovolas, temos quatro indivíduos do sexo masculino, com idade superior a 15 anos, e cinco indivíduos do sexo feminino com idade superior a 15 anos”.

A Dra. Rosa Marlene erradamente declarou que “os casos de Nampula são de dois locais de trabalho, de casos que nós notificamos há duas ou três semanas, em períodos diferentes, e estes todos são contactos de pessoas positivas, portanto são casos confinados, tanto em Mogovolas como na Cidade de Nampula, estão num local confinado”. Na verdade nenhum dos novos doentes está em confinamento mas em isolamento domiciliar, alguns num acampamento.

“Nampula é neste momento a província que tem a maior taxa de positividade”

Mas o facto é que até esta terça-feira (02) nenhum caso positivo havia sido anunciado no Distrito de Mogovolas pelo Ministério da Saúde. O @Verdade apurou que o diagnóstico do infectado tentou ser ocultado pelas autoridades provinciais pois aconteceu num dos acampamentos de empresas estrangeiras, Parceiros de Cooperação muito importantes, que estão a realizar um projecto económico estratégico para a Província de Nampula.

O director-geral adjunto do Instituto Nacional de Saúde disse que “os 47 casos de Nampula que foram reportados hoje eles são resultantes de duas cadeias de transmissão, uma cadeia em Nampula (Cidade) e uma cadeia em Mogovolas”.

“Nampula, em termos de perfil epidemiológico é neste momento a província que tem a maior taxa de positividade, o número de indivíduos que são positivos entre o universo de testados, que nos preocupa. Outro aspecto é que a Província de Nampula tem um densidade populacional elevada”, declarou o Dr. Eduardo Samo Gudo Jr acrescentando que está a ser ponderado o alargamento da vigilância activa que existe em apenas 5 locais da província que tem mais de 5,7 milhões de habitantes.

Entretanto o @Verdade apurou que, embora as autoridades de Saúde afirmem que a propagação do novo coronavírus na Sede do Distrito de Palma não está directamente relacionada com os casos diagnosticados nos acampamentos da petrolífera Total em Afungi, pelo menos um trabalhador de um empresa de segurança privada que presta serviços nessas instalações foi diagnosticado com o covid-19 em meados do mês de Maio.

Apesar da evidente transmissão comunitária nas províncias de Nampula, Cabo Delgado e mesmo na Cidade de Maputo o Ministério da Saúde continua a argumentar que Moçambique “está em transição” para o estágio mais grave da pandemia que já causou dois óbitos, enterrados sem que o seu estado serológico tivesse sido diagnosticado.

Source of original article: @Verdade – Últimas (www.verdade.co.mz).
The content of this article does not necessarily reflect the views or opinion of Global Diaspora News (www.GlobalDiasporaNews.com).

To submit your press release: (https://www.GlobalDiasporaNews.com/pr).

To advertise on Global Diaspora News: (www.GlobalDiasporaNews.com/ads).

Sign up to Global Diaspora News newsletter (https://www.GlobalDiasporaNews.com/newsletter/) to start receiving updates and opportunities directly in your email inbox for free.